Publicado em Comunicações, Custos, Gerenciamento de Projetos, Revistas, Tempo

Revista Mundo Project Management – Ed. 41

DICA DO BLOG

DESTAQUES

Indicadores de Sucesso em Projetos

Neste artigo, pretende-se apresentar os pontos críticos que devem ser considerados para desenhar um sistema de indicadores de desempenho que leve em consideração tanto os indicadores direcionadores (leading indicators) quanto os indicadores de resultado (lagging indicators). Os sistemas de indicadores também devem considerar as singularidades de cada organização, portanto é crítico que sejam projetados com forte participação dos tomadores de decisão da organização, pois quando se importa modelos, abre-se mão de definir as dimensões e as prioridades internas.

PLM & ERP – Integração aumenta o valor agregado nos projetos

O PLM é uma abordagem na qual os processos são tão importantes quanto os dados. E está apoiada em dois pilares: gestão de ciclo de vida e colaboração. Busca controlar os crescentes fluxos de informações de naturezas distintas ligadas à produção industrial.O ERP e o PLM tem papéis ao mesmo tempo distintos e complementares na gestão de produtos. Enquanto o ERP planeja recursos, o PLM tem seu foco no produto, e a integração de ambos potencializa o sucesso nos projetos dessa natureza.

Produtividade e Valor Agregado – Como monitorar e controlar um projeto por homem-hora.

Neste trabalho, os autores se valem da análise de valor agregado (EVA) para interpretar a produtividade das atividades de campo e fazer projeções até o final do projeto em HH (homem/ora). A metodologia de usar mão de obra associada a valor agregado representa um importante e prático atalho para quem vê na implementação de EVA um trabalho difícil e pouco eficiente.


Autor:

Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e Pós-Graduado em Gestão de Projetos de Software pela Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe (FANESE) e Gestão e Liderança de Pessoas pela Universidade Tiradentes (UNIT). É certificado PMP pelo PMI, ITIL v3 Foundation pelo EXIN e COBIT 5 Foundation pela APMG. Possui experiência de 5 anos nas áreas de Análise e Desenvolvimento de Sistemas do setor público e privado. Atualmente trabalha no Banco do Estado de Sergipe (BANESE), onde já desenvolveu atividades de análise de processos e gerenciamento de projetos no Escritório de Gerenciamento de Demandas, Projetos, pertencentes à Área de Governança de TI. Dentre elas, destacam-se a gestão do projeto de implantação do PMO de TI e suporte no gerenciamento de outros projetos. Atualmente, exerce a função de gerente de projetos no PMO Corporativo do BANESE planejando e executando projetos estratégicos da organização. Ministrou aulas de Sistema de Gerenciamento de Projetos em cursos de MBA da FANESE. É membro do PMI-SE onde já atuou como voluntário em eventos, ministrando curso de Gestão do Tempo em Projetos. É proprietário e articulista do site "Gestão de Projetos Ágeis" www.danielettinger.com, onde divulga trabalhos pessoais na área de Gerenciamento de Projetos e Metodologias Ágeis como artigos, v

2 comentários em “Revista Mundo Project Management – Ed. 41

  1. É importante para o gestor do Projeto acompanhar os prazos previstos para cada etapa e somar esforços para cumprí-los afim de entregar no prazo previsto, isso pra mim é uma entregar de valor ao cliente, e este pra mim é quem manda no mercado.
    Sou Gizelda Orsolete, Bacharel em administração de emresas, Pós-Graduada em Gestçao empresarial e especialista em Marketing pela FGV.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s