Publicado em Gerenciamento de Projetos, Livros

Novidades da 5ª edição do PMBOK

O PMBOK®, reconhecido mundialmente como um dos mais importantes guias de conhecimentos e boas práticas em processos para o gerenciamento de projetos, lançou recentemente o draft de sua 5ª edição. O draft do PMBOK® nada mais é do que um rascunho ou esboço lançado a cada 4 anos com o objetivo de receber comentários, como críticas ou recomendações, dos membros filiados do PMI® (Project Management Institute), visando alterações antes da versão final. O lançamento oficial, previsto para Dezembro de 2012 deverá conter alterações importantes que só serão refletidas nos exames PMP® e CAPM® em meados de 2013.

Desde o lançamento do draft da 5ª edição, estão ocorrendo diversos debates entre profissionais da área nas redes sociais, e as opiniões têm sido bastante diversas. Alguns relatam estarem decepcionados devido ao baixo número de alterações realizadas. Outros garantem estar satisfeitos, pois acreditam que  “a nova versão do Guia PMBOK® vem com uma nova organização em sua estrutura que explicita e melhora o entendimento de processos de gerenciamento cruciais para aumentar a taxa de sucesso nos projetos empreendidos” [1].

Vou procurar abaixo fazer um resumo das principais mudanças. Lembrando que alguns itens podem sofrer alterações até o lançamento oficial devido à críticas ou sugestões recebidas.

O que há de novo?

Destaco aqui a grande mudança trazida nessa nova versão, a inclusão de uma nova área de conhecimento: o Gerenciamento das Partes Interessadas. Assim, o PMBOK® passa agora a ser composto por 10 áreas de conhecimento. Os quatro processos dessa nova área são: Identificar as Partes Interessadas, Desenvolver o Plano de Gerenciamento das Partes Interessadas, Gerenciar o Envolvimento das Partes Interessadas e Monitorar e Controlar o Envolvimento das Partes Interessadas. O primeiro e último foram movidos da área de Gerenciamento das Comunicações. Isso denota uma maior preocupações dos revisores com a comunicação nos projetos, fator fundamental para o sucesso ou fracasso dos mesmos.

Com a saída dos processos relacionados ao Gerenciamento das Partes Interessadas, a área Gerenciamento das Comunicações foi reformulada e o foco está mais no processo de comunicação do que no resultado desejado da mensagem.

Outra preocupação da equipe foi garantir um maior alinhamento com a norma ISO 21500, atualmente em desenvolvimento. Essa norma deve fornecer orientação genérica, explicando as principais práticas e princípios do gerenciamento de projetos. Dessa forma todo o capítulo 3 (Processos de Gerenciamento de Projetos em um Projeto) foi reposicionado como um apêndice do guia.

A 5ª edição traz ainda a criação de mais três novos processos: Planejar o Gerenciamento do Escopo, Planejar o Gerenciamento do Tempo e Planejar o Gerenciamento dos Custos. Assim, o PMBOK® passa a ter 47 processos ao invés de 42 como na versão anterior. Nota-se uma preocupação com a necessidade e importância do desenvolvimento destes planos de gerenciamento para obter um melhor planejamento do trabalho a ser executado.

Como ainda não foi lançada a versão oficial do Guia PMBOK 5a edição, o qual encontra-se em revisão, pode ainda haver alguma alteração. Além disso, a tradução dos novos processos também não é oficial, visto que o draft foi lançado apenas em inglês.

Figura 2 – Fluxo de processos de acordo com o Guia PMBOK 5ª edição. Fonte: [3].
Figura 3 – Processos do Guia PMBOK 5ª edição divididos por grupos de processos e áreas do conhecimento. Fonte: [3]
Resumindo…

Os 5 novos processos são:

  • 5.1 Planejar Gerenciamento do Escopo
  • 6.1 Planejar Gerenciamento do Tempo
  • 7.1 Planejar Gerenciamento do Custo
  • 13.1 Planejar Gerenciamento das Partes Interessadas
  • 13.4 Monitorar Envolvimento (ou engajamento) das Partes Interessadas

Os dois processos que mudaram de área são (de Gerenciamento da Comunicação para Gerenciamento das Partes Interessadas):

  • 10.1 Identificar as Partes Interessadas
  • 10.3 Gerenciar Expectativas das Partes Interessadas

Os processos que mudaram de nome são:

Figura 4 – Nova nomenclatura de processos. Fonte: [2].

Notas

  • Houve um maior cuidado com as regras de consistência por parte da equipe de revisão, como a de que cada saída de um processo deve ser mapeada como entrada para outro processo, a menos que esteja finalizada.
  • Vale frisar que ainda não foi observada uma preocupação com a  incorporação das emergentes práticas “ágeis” de gerenciamento de projetos. Apesar de serem endereçadas algumas metodologias adaptativas com conceitos ágeis como no processo Desenvolver o Cronograma, o foco continua sendo as práticas tradicionais.

Referências:

[1] PIZE, Adilson. O que vem por aí no Guia PMBOK® 5ª edição. Blog Revista Mundo PM. 2012. Disponível em <http://blog.mundopm.com.br/2012/06/04/o-que-vem-por-ai-no-guia-pmbok%C2%AE-5%C2%AA-edicao/>.

[2] SOTILLE, Mauro. Novidades do Guia PMBOK® 5ª Edição Exposure Draft. PM Tech Blog. 2012. Disponível em <http://blog.pmtech.com.br/2012/03/novidades-pmbok-5a-edicao-draft>.

[3] HERNRIQUE, Carlos. Novidades do Guia PMBOK® 5ª Edição (Exposure Draft). Blog Gerente de Projeto. 2012. Disponível em <http://gerentedeprojeto.net.br/?p=2224>.

Autor:

Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e Pós-Graduado em Gestão de Projetos de Software pela Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe (FANESE) e Gestão e Liderança de Pessoas pela Universidade Tiradentes (UNIT). É certificado PMP pelo PMI, ITIL v3 Foundation pelo EXIN e COBIT 5 Foundation pela APMG. Possui experiência de 5 anos nas áreas de Análise e Desenvolvimento de Sistemas do setor público e privado. Atualmente trabalha no Banco do Estado de Sergipe (BANESE), onde já desenvolveu atividades de análise de processos e gerenciamento de projetos no Escritório de Gerenciamento de Demandas, Projetos, pertencentes à Área de Governança de TI. Dentre elas, destacam-se a gestão do projeto de implantação do PMO de TI e suporte no gerenciamento de outros projetos. Atualmente, exerce a função de gerente de projetos no PMO Corporativo do BANESE planejando e executando projetos estratégicos da organização. Ministrou aulas de Sistema de Gerenciamento de Projetos em cursos de MBA da FANESE. É membro do PMI-SE onde já atuou como voluntário em eventos, ministrando curso de Gestão do Tempo em Projetos. É proprietário e articulista do site "Gestão de Projetos Ágeis" www.danielettinger.com, onde divulga trabalhos pessoais na área de Gerenciamento de Projetos e Metodologias Ágeis como artigos, v

2 comentários em “Novidades da 5ª edição do PMBOK

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s