Publicado em Metodologias Ágeis, Publieditorial

Métodos Ágeis promovem o desenvolvimento sustentável

Um dos princípios por detrás do Manifesto Ágil é focado no desenvolvimento sustentável, no qual afirma que patrocinadores, desenvolvedores e usuários deveriam ser capazes de manter um ritmo constante indefinidamente. Sustentabilidade e produtividade devem caminhar paralelamente em um ritmo constante, pois se houver um desequilíbrio entre elas, a harmonia será perdida e a essência da agilidade será deixada de lado.

É importante ressaltar que produzir muito não significa ser ágil, pois produzir demais pode causar desperdícios! Segundo Cecilia Fernandes “não vale a pena focar em produzir mais software se o levantamento do que é mais necessário não acompanhar o ritmo”. Paralelamente, não podemos considerar hora-extra como sinal de comprometimento do time. Na verdade, esse fato indica que o planejamento não foi adequado, o que irá gerar desgaste do time e, consequentemente, perda de produtividade e menor qualidade no produto gerado.

Os Processos Ágeis focalizam seus esforços na promoção de um ritmo constante e sustentável, o qual seja apoiado por toda a equipe que está trabalhando no desenvolvimento do produto, incluindo usuários e patrocinadores. Pessoas conseguem trabalhar com qualidade usando seu intelecto por 5-6 horas por dia [Ambler 2012]. As demais horas do dia de trabalho devem ser utilizadas em tarefas como envio de e-mails, discussões sobre a qualidade do trabalho, coffee break, etc. Em outras palavras, 15% a 25% do dia de trabalho deve ser dedicado a atividades não diretamente relacionadas ao que deve ser produzido. Essa prática potencializa os resultados positivos esperados no desenvolvimento de produtos, serviços ou resultados.

Você busca em seus projetos alcançar a sustentabilidade para a rápida entrega de valor? Então é um forte candidato para a aplicação de práticas ágeis. Sendo assim, recomendo o curso Fundamentos em Métodos Ágeis da Projectlab, no qual você irá aprender novas técnicas e abordagens em um ambiente lúdico que estimula a absorção do conhecimento.

Assista o Webinar Gratuito: O que o GP precisa saber sobre Práticas Ágeis

Este post trata-se de um artigo patrocinado (publieditorial).

Autor:

Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e Pós-Graduado em Gestão de Projetos de Software pela Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe (FANESE) e Gestão e Liderança de Pessoas pela Universidade Tiradentes (UNIT). É certificado PMP pelo PMI, ITIL v3 Foundation pelo EXIN e COBIT 5 Foundation pela APMG. Possui experiência de 5 anos nas áreas de Análise e Desenvolvimento de Sistemas do setor público e privado. Atualmente trabalha no Banco do Estado de Sergipe (BANESE), onde já desenvolveu atividades de análise de processos e gerenciamento de projetos no Escritório de Gerenciamento de Demandas, Projetos, pertencentes à Área de Governança de TI. Dentre elas, destacam-se a gestão do projeto de implantação do PMO de TI e suporte no gerenciamento de outros projetos. Atualmente, exerce a função de gerente de projetos no PMO Corporativo do BANESE planejando e executando projetos estratégicos da organização. Ministrou aulas de Sistema de Gerenciamento de Projetos em cursos de MBA da FANESE. É membro do PMI-SE onde já atuou como voluntário em eventos, ministrando curso de Gestão do Tempo em Projetos. É proprietário e articulista do site "Gestão de Projetos Ágeis" www.danielettinger.com, onde divulga trabalhos pessoais na área de Gerenciamento de Projetos e Metodologias Ágeis como artigos, v

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s