Publicado em Metodologias Ágeis, Publieditorial

O crescimento das metodologias ágeis nas organizações

No mundo globalizado, as organizações, dos mais diversos setores de atuação, vem adotando o uso das metodologias ágeis em seus processos de negócio. Pesquisas recentes (VersionOne, 2014) apontam que 94% das organizações pesquisadas praticam ágil. Os dados anuais apontam um crescimento dessas práticas nas organizações, o que demonstra uma tendência de crescimento que pode se expandir.

Essa tendência não é exclusividade no setor privado. Órgãos governamentais como o Supremo Tribunal Federal (STF), o Tribunal Superior do Trabalho (TST), o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) e o Banco Central do Brasil (BACEN) estão contratando empresas que desenvolvam produtos apoiando-se em conceitos e técnicas ágeis, e assim entreguem valor mais rapidamente ao cliente.

Tudo isso pode ser justificado através de resultados obtidos em uma pesquisa periódica realizada pela empresa Standish Group, que aponta em seu relatório, CHAOS Manifesto, mais vantagens na utilização do ágil do que projetos apoiados em metodologias tradicionais (PMBOK, PRINCE 2, MPS-BR, etc). Os dados podem ser vistos logo abaixo, onde fica claro o maior índice de sucesso dos projetos que utilizaram metodologias ágeis.

 

Mudanças rápidas são comuns no mercado globalizado, pois a economia pode sofrer repentinamente uma nova tomada de rumo. Como o desenvolvimento ágil se adapta mais facilmente às mudanças do que os métodos tradicionais (cascata), ele ganha força e maior penetração nas empresas. Suas entregas são feitas de forma iterativa e incremental. Dessa forma, as validações são frequentes e detecção de problemas pode ser feita com mais antecipação, reduzindo as perdas de custo e tempo.

Deseja conhecer mais a fundo os princípios ágeis que irão ajudar a tornar o trabalho em sua empresa mais rápido e eficaz? Então não perca tempo e inscreva-se no curso Fundamentos em Métodos Ágeis da Projectlab. Aprenda novas técnicas e abordagens em um ambiente lúdico que estimula a absorção do conhecimento.

Este post trata-se de um publieditorial.

Autor:

Bacharel em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e Pós-Graduado em Gestão de Projetos de Software pela Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe (FANESE) e Gestão e Liderança de Pessoas pela Universidade Tiradentes (UNIT). É certificado PMP pelo PMI, ITIL v3 Foundation pelo EXIN e COBIT 5 Foundation pela APMG. Possui experiência de 5 anos nas áreas de Análise e Desenvolvimento de Sistemas do setor público e privado. Atualmente trabalha no Banco do Estado de Sergipe (BANESE), onde já desenvolveu atividades de análise de processos e gerenciamento de projetos no Escritório de Gerenciamento de Demandas, Projetos, pertencentes à Área de Governança de TI. Dentre elas, destacam-se a gestão do projeto de implantação do PMO de TI e suporte no gerenciamento de outros projetos. Atualmente, exerce a função de gerente de projetos no PMO Corporativo do BANESE planejando e executando projetos estratégicos da organização. Ministrou aulas de Sistema de Gerenciamento de Projetos em cursos de MBA da FANESE. É membro do PMI-SE onde já atuou como voluntário em eventos, ministrando curso de Gestão do Tempo em Projetos. É proprietário e articulista do site "Gestão de Projetos Ágeis" www.danielettinger.com, onde divulga trabalhos pessoais na área de Gerenciamento de Projetos e Metodologias Ágeis como artigos, v

3 comentários em “O crescimento das metodologias ágeis nas organizações

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s